24 mar

Uma Mulher Misteriosa – cap. 10

Carmem seguiu para a empresa pensando que a vida a dois que Marcela decidiu ter com ela tinha começado mal. Se iria viver com ela queria uma convivência agradável. Não sentia mais tanta raiva por ela ter se aproveitado da sua situação. Não sabia por que, mas o fato não a perturbava como no início. De que adiantava ficar remoendo aquilo ou acusando-a? A vida era valiosa demais para deixar de vivê-la intensamente. Era só nisto que queria pensar. Ligaria para Marcela a tarde para fazer uma massagem no ego dela. Ela que não inventasse de ficar com raiva porque queria transar à noite. Leia mais

error: