07 dez

Descoincidências – Paula Curi

Sentada aqui  olhando para o note aberto , quando dei por mim estava a vagar pensando na minha vida . Infalivelmente quando vai se aproximando do fim de um ano costumo fazer um balanço de tudo, e quando digo tudo me refiro a tudo mesmo. Lembro do planejamento que fiz lá no começo, das pessoas que estavam comigo e do que eu tinha certeza que iria realizar. Mas , o tempo me mostrou que muitas vezes ele conduz a  vida de uma maneira que o certo e errado acabam por serem revelados.

Olhando vejo que nem 5% do que planejei realizei , e ainda diria que os 95% foi improvisado com que eu fui tendo em mãos. Durante o caminho pessoas que estavam perto ficaram longe e próximas outras que viviam longe, presentes inesperados recebi enquanto uns que estavam guardados dei, vi todas as cores do amor e senti o cinza do ódio , quis desistir e em seguida quis conquistar; e dessa maneira os dias foram sendo vividos.

Saber se ganhei ou perdi sempre vai depender do ponto de vista que eu olhar, afinal, perder muitas vezes é ganhar e ganhar significa perder. Contudo o que mais ganhei nesse ano foram as descoincidências que me chegaram de diversas formas e maneiras, e com cada uma delas meu caminho tomou um novo rumo.

Enquanto percorria os dias aprendi que desapegar não significa deixar de amar, pelo contrário, significa que amamos tanto que deixamos voar.

Comecei a ver que todos nos temos asas que devem ser usadas, senão atrofiam e acabamos por viver em uma gaiola nos contentando com as migalhas que nos dão.

No balanço final dos meus pensamentos agradeci o tempo pelas descoincidências que me trouxe, por que elas foram fundamentais para eu ter mudado em alguns aspectos.

Enfim viver não é um planejamento exato , viver é se arriscar a sair da zona de conforto e fazendo isso damos oportunidades para o novo , ou melhor, estaremos indo de encontro  as   descoincidências que estão nas esquinas da vida.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: